Onde estás tu, campeão?

Afinal o novo puzzle de Jesus ainda deixa muito a desejar

Na jornada inaugural do campeonato, o Benfica perdeu com a Académica por 2-1 no Estádio da Luz. O golo da equipa do Benfica foi apontado por Franco Jara no segundo tempo, já depois de Miguel Fidalgo ter inaugurado o marcador ainda no primeiro tempo. Quando o árbitro se preparava para apitar para o final, Laionel fez um grande, grande golo. Os encarnados vão assim na sua sexta época sem conseguir vencer na estreia da Liga. O campeão nacional até entrou em campo com uma boa dinâmica e nos primeiros instantes Fábio Coentrão chegou a transmitir uma imagem muito positiva de futebol ofensivo, mas o problema é que o seu companheiro de flanco era César Peixoto, este jogador fez uma exibição para esquecer, os seus passes saíram quase sempre mal, uma coisa incrível, Jorge Jesus tirou-o do terreno ao intervalo e já foi tarde, dado que ele nem deveria ter começado o jogo! A equipa encarnada devia ter jogado em 4x3x3, tal como eu tinha referido anteriormente, com Jara no lugar de Peixoto e Carlos Martins no lugar de Ruben Amorim. Sem Nicolas Gaitán e com Peixoto penso que era o mais sensato a fazer, esperava um pouco mais de Jorge Jesus neste aspecto!

Como já afirmei, o SL Benfica até entrou bem no encontro, querendo assumir o jogo de forma clara, trocando muito bem a bola numa zona pressionante e tendo criado algumas oportunidades de golo. Houve consistência na defesa e Javi Garcia destacou-se com o trabalho efectuado à frente do quarteto defensivo, mas depois do golo de Miguel Fidalgo, de bola parada, as águias só conseguiram reagir na segunda parte, já sem César Peixoto. Com Franco Jara e mais tarde com Carlos Martins foi possível assistir a uma equipa diferente, mais dominadora e mais criativa, mas sempre muito apressada e instável emocionalmente. Não sei se pode ter alguma coisa a ver com o guarda-redes Roberto, penso que não, mas o que é certo é que esteve à vista de todos que os pupilos de Jesus andam “desconfiados” e pouco crentes, existia na equipa da Luz um maior nervosismo a cada segundo que passava, é necessária uma maior tranquilidade para os lados de Lisboa! Posso também referir que perder assim custa ainda mais como é óbvio, já em pleno período de descontos, numa altura em que o Benfica tudo fazia para marcar, chegou o golo da vitória da Académica, Laionel rematou a 30 metros da baliza e fez um golo de belíssimo efeito!

O campeão nacional entra mal no campeonato e, mais do que um mau resultado, fica para análise a dificuldade sentida pela equipa para fazer a circulação de bola durante todo o encontro que lhe estava associada desde a temporada passada. A vitória alcançada premeia a capacidade de sacrifício da Académica, que mesmo com 10 jogadores e perante um adversário como o SL Benfica conseguiu puxar dos galões e vencer o jogo!

4 comentários:

Anónimo disse...

Eu gostei do artigo, mas quero dizer-te o que penso, acho que já caprichaste mais nos teus artigos, espero que não estejas a postar só por postar, gostava de ver artigos espantosos como já vi neste blogue e não apenas bons artigos, estás a entender-me?

Espero que não leves a mal, abraço

Anónimo disse...

na minha opiniao o jogo do benfica foi feito em 3 partes os primeiros 45 min razoavéis a tentativa de dominio, depois os primeiros 20 min da segunda parte acelerou um pouco o jogo, nos ultimos 20 min massacrou como o proprio jj disse no entanto nao foi suficiente, falta de eficácia. Para acabar gostava de referir q o cardozo é um jogador fraquinho, o coentrão está na equipa errada, ou seja, devia estar no porto;o roberto não há palavras para descrever, o david addy foi uma boa supresa durante 50 min, laionel fiquei impressionado e o peiser não mudou a minha opinião acerca dele ou seja ja devia estar numa equipa com outras metas não retirando valor a briosa.

T Nogueira disse...

Boa Tarde aos dois, quanto ao primeiro anónimo obrigado pela crítica construtiva, tentarei melhorar sempre de forma a não ter apenas bons artigos!

Quanto ao segundo anónimo, penso que deverias ter feito uma divisão na primeira parte, um Benfica até ao golo da académica e um outro Benfica depois do golo da Académica, o slb é uma equipa que acusa muito os golos sofridos, viu-se no jogo da supertaça e foi algo que também se viu durante toda a época passada, é muito difícil para esta equipa conseguir fazer uma reviravolta no marcador. E isto é algo claramente psicológico, aqui não há técnica nem táctica que resista, é a liderança do treinador e os seus métodos motivacionais que têm que funcionar!

Um abraço

João Miguel Pereira disse...

Se o que falta ao Benfica é capacidade de resposta aos golos sofridos, então a culpa é claramente do JJ que não motiva os seus jogadores...

Se assim for, espero que o Jesus fique no Benfica durante muitos anos, para o meu Sporting só se ter que preocupar com 2 candidatos ao título...