Um Porto diferente e um Nacional demasiado estático

Penso que ninguém esperava uma vitória do Porto por 3-0 frente ao Nacional, mas também é certo que o que se passou aos 66 minutos foi lamentável e contribuiu para o resultado final…

Passando ao jogo, tenho que realçar o aumento da qualidade no “jogar” do Futebol Clube do Porto em relação ao jogo de Paços de Ferreira, existiu uma maior dinâmica e uma outra intensidade no jogo da equipa portista, com Belluschi mais solto no apoio à linha da frente, que apesar de por vezes demorar demasiado tempo a executar, demonstrou a sua enorme qualidade no passe e a sua criatividade, existiu de facto outra imaginação no jogo da equipa portista e com Mariano e Varela bastante activos, sempre partindo para o 1x1, criando desequilíbrios e dando profundidade ao jogo da equipa, muitas vezes fazendo sempre um movimento que Jesualdo pretende: indo à linha e fazendo um passe rasteiro para a entrada da grande área, surpreendendo assim a defesa adversária que tinha uma estatura muito superior com a entrada veloz de Belluschi ou então com a rapidez dos movimentos de Falcão… Este número 9 é um “homem de área” que adora aparecer no espaço vazio e que demonstra facilidades para tal, dado que é bastante móvel e possui inteligência nos seus movimentos, tenho também que dizer que apesar de ele ser um guerreiro é um pouco fraco fisicamente e em lances onde o forte contacto físico era inevitável para lutar com os defesas madeirenses ele perdeu quase sempre a bola, demonstrando alguma fragilidade nesse capitulo!

Eu realcei a qualidade do jogo do Porto, mas também tenho que acrescentar que a forma de jogar do Nacional é completamente diferente da do Paços de Ferreira, o Nacional gosta de dar o domínio do jogo ao adversário, uma vez que uma coisa é dominar e outra totalmente diferente é controlar… Os madeirenses, por norma, surpreendem os adversários em lances de bola parada ou então em ataques rapidíssimos, usufruindo da enorme velocidade dos seus homens da frente! Rúben Micael é um autêntico condutor de jogo de enorme qualidade, faz transições recheadas de qualidade e sabe quando é o momento certo para prosseguir com a bola dominada ou então para fazer o passe de ruptura, admito que em determinados momentos parece que o 14 madeirense não está a jogar, passando assim ao lado do jogo, mas há jogadores que, mesmo não sendo obcecados pela posse da bola, sabem o que fazer ao esférico nos momentos certos, lembram-se por exemplo de Lucho!?

Leandro Salino, um médio brasileiro de 24 anos, foi um jogador que me chamou a atenção, não só por ser muito perspicaz a nível táctico, ajudando muito Patacas a fechar, dando-lhe também mais segurança para subir bastante pelo flanco direito, mas também porque é muito evoluído tecnicamente, conduz a bola sempre bem colada ao pé, recebe quase sempre de forma perfeita e consegue libertá-la com muito engenho, é um médio bastante completo e certamente um jogador para ser acompanhado de perto durante toda a época! Para terminar, vou falar sobre Raúl Meireles, o melhor médio a realizar transições no futebol português… Este jogador ainda não está no auge da sua forma, nem perto disso, mas mesmo assim as suas qualidades são admiráveis e mesmo sendo evidente algum desgaste no português, Jesualdo Ferreira não o consegue colocar de início no banco de suplentes, visto que ele consegue desequilibrar em passe e em condução com facilidade e, fundamentalmente, consegue dar um equilíbrio notável e essencial à equipa nas diferentes fases do encontro!

3 comentários:

José Ribeiro disse...

Off-topic:
Juntamente com alguns amigos criamos um novo projecto para falar de futebol nacional e internacional, desde noticias, opiniões etc tudo sobre futebol aqui:

http://tm-toquemagico.blogspot.com/

se puderem visitar, comentar, fico muito agradecido!

Respiro futebol disse...

não tive oportunidade de ver o jogo todo, mas gostei do que li e concordo totalmente com o que disseste sobre o Leandro Salino...é um excelente médio

Bimbosfera disse...

E hoje Rúben Micael está lá, no Porto...
Pode ser que o Salino valha mais alguma coisa este ano, e que se destaque para ver se dá o salto... Mas confesso que não acompanhei o jogador...

Abraço

Márcio Guerra, aliás, Bimbosfera

Bimbosfera.blogspot.com