Mister diferente, processos diferentes, balneário diferente

O Sport Lisboa e Benfica venceu o 3º Torneio nesta pré-época com uma vitória tranquila por 2-0 frente ao Vitória de Guimarães, depois de ontem ter batido o Portsmouth por quatro bolas a zero, esta noite quem resolveu balançar as redes foi novamente Weldon a passe de Urreta e Rúben Amorim numa excelente jogada entre Aimar e Saviola!

Fazendo uma análise global ao Torneio Cidade de Guimarães, diria que vimos um Portsmouth ainda um pouco atrasado na preparação, com processos bastante lentos e com uma defesa muito frágil, explicando também o fraco 14º lugar da época anterior no campeonato inglês, espero sinceramente que Paul Hart consiga fazer progressos a vários níveis!

Quanto ao 2º classificado do torneio e anfitrião do mesmo, posso dizer que tem 4 jogadores fabulosos e que muito bem aproveitados poderiam afirmar-se num “grande”, estou a falar é claro de Nilson, Jorge Gonçalves, Nuno Assis e de Roberto, o primeiro é um elemento fortíssimo, um líder que transmite segurança para toda a equipa, é bastante rápido a sair dos postes e entre os mesmos é capaz de defesas brutais com um nível de dificuldade muito elevado, o 2º actuou no Racing Santander na época passada, actualmente tem 25 anos e já demonstra uma maturidade impressionante, é dotado de uma técnica soberba e capaz de deambulações estonteantes, sinceramente, adoro vê-lo jogar… Nuno Assis na época passada foi uma peça chave no puzzle de Cajuda e será, com certeza, importantíssimo neste novo ano, tem uma visão de jogo incrível, um excelente sentido posicional associado a uma agradável mobilidade e a uma fantástica qualidade de passe. Por último, temos, sem dúvida alguma, um matador brasileiro que na última época apontou 8 golos no campeonato, é capaz de inventar espaços para aparecer a rematar e tem níveis de eficácia bastante assinaláveis, apesar de tudo isto não o considero um jogador muito evoluído tacticamente e também já não tem grande margem para progressos, uma vez que possui 31 anos! Para finalizar quanto à análise desta equipa, diria que a defesa está pouco entrosada e é bastante vulnerável, dando demasiados espaços nas suas costas, tal como na época passada com Cajuda, o defesa-central Moreno ainda não me consegue convencer, veremos se no futuro reage melhor à adaptação a esta nova posição...

Quanto aos vencedores deste torneio, posso afirmar que dá gosto ver jogar este “novo Benfica”, princípios tácticos complexos mas fundamentais com Jorge Jesus tornam-se simples, uma grande organização defensiva e uma disciplina exemplar no que toca à execução do sistema táctico, uma cultura táctica capaz de mentalizar os jogadores a acelerar ou a desacelerar o jogo nos tempos certos, um pressing alto associado a uma circulação de bola rica em qualidade e eficiência, frieza e segurança na hora do último passe e uma suficiente eficácia aquando do momento de finalização… Isto define para mim, em traços gerais, este Benfica à moda de JJ... E que beleza ler isto aqui e olhar para o terreno de jogo e ver tal e qual, talvez porque há muita determinação e ambição naquele balneário e muito trabalho duro nos treinos… Não quero que ninguém pense que nesta nova época teremos um SLB imbatível e com o título assegurado, muito pelo contrário, ainda estamos apenas na pré-época como é óbvio, mas quando há mérito eu sei dá-lo, seja em que altura for! Para finalizar, quero só falar um pouco de Di María, Javi García e Pablo Aimar… O puto maravilha está totalmente diferente, muito mais motivado, disciplinado/evoluído tacticamente e determinado, quando a isto se acrescenta o enorme potencial do argentino é óbvio que só pode sair magia daqueles fabulosos pés! O espanhol vindo do Real ainda não vale 7M€, mas apesar disso é, na minha opinião, o tão desejado "nº6" que o Benfica necessitava, muito forte fisicamente, agressivo, demonstra possuir um bom toque de bola e em relação ao que disse há uns dias, já é também suficientemente completo para assumir aquela função tão importante no meio-campo da sua equipa! Por último irei abordar Pablo Aimar, será este o ano do mago argentino? Todos os benfiquistas esperam que sim e não há dúvidas que esta é a pré-época mais prometedora do jogador, nota-se claramente que ele já não recorre tanto a movimentos previsíveis e obcecados em busca da bola, tenta antes procurar espaços de forma inteligente e objectiva entre-linhas ou então descaindo numa ala, na minha opinião será muito melhor para ele, dado que não irá tanto ao choque nem se dará tanto a marcações mais exigentes, podendo assim libertar-se com mais facilidade e pôr em prática todo o esplendor do seu futebol!

4 comentários:

Bimbosfera disse...

Vou fazendo perguntas ao longo do blog... E agora, Javi já merece os 7M? Ou o facto de ter aparecido aquele miúdo, Airton, ainda o pressiona mais? Ehehehe...
Mas a sério, agora já valerá os 7M?

Abraço

Márcio Guerra, aliás, Bimbosfera

Bimbosfera.blogspot.com

T Nogueira disse...

Na minha opinião ele agora vale mais do que 7M, fez uma grande época! ;)

um abraço

Bimbosfera disse...

Olá de novo. Já que estamos a falar disso, parecerá ele ainda capaz de evoluir mais? O que me interessa, como Benfiquista, não é a venda de jogadores, é a capacidade para darem o máximo possível à equipa. Javi deu no ano passado tudo o que podia? A mesma equipa, com Di Maria, por exemplo, ainda poderia crescer mais como equipa? Ou o facto de haver mais alternativas, agora, credíveis, como o Gaitan, o Jara, o Airton, o Kardec, e outros, fazem com que a equipa ainda pudesse crescer, com os mesmos do ano passado, ou pelo contrário, estavam todos já expremidos? É que havendo mais alternativas a equipa pode crescer... Sem Di Maria não é igual, e pode render muito na mesma, a equipa, mas com Di Maria seria ainda melhor. Disto tudo, individualmente, Javi ainda pode crescer?

Abraço

Márcio Guerra

T Nogueira disse...

Parece-me que Jorge Jesus tem um trabalho difícil pela frente, mas ao mesmo tempo bem à sua medida. Ele no ano passado pegou em jogadores que já lá estavam e que pareciam normalíssimos e fez deles grandes jogadores capazes de interessarem a meio mundo! Quanto a Javi Garcia, eu espero bastante dele e espero também que ele evolua ainda mais durante esta época, principalmente na hora de iniciar o processo ofensivo que é onde denota maiores dificuldades, sem dúvida! Mas para esta evolução acontecer é preciso, definitivamente, que o espanhol jogue assiduamente e com Airton em forma e bastante motivado não sei até que ponto isso será possível!

Um grande abraço