Sentimentos diferentes, pensamentos iguais



O pensamento de ambas as equipas é só um: vencer! Mas, de facto, dá gosto ver a forma como os jogadores da selecção nacional de rugby sentem o nosso hino e transmitem esse mesmo sentimento de uma forma arrepiante! Deixo aqui este vídeo para realçar o meu orgulho na forma como o hino é cantado pelos lobos. Gostaria que um dia isto pudesse acontecer também na nossa selecção de futebol. Eu sei que o desporto é diferente e a intensidade por sua vez também o é, mas, sinceramente, era algo que me daria imenso prazer observar!

6 comentários:

Rui Bahute disse...

os jogadores da selecção portuguesa têm a mania que são doutores e devem pensar que é um frete representar a selecção! Que olhem para os nossos jogadores de rugby pode ser que aprendam alguma coisa!

http://futeboldeopinioes.blogspot.com/

Abraço

Pudget disse...

Já dizia o outro:

"O Rugby é um jogo de filhos-da-puta jogado por cavalheiros e o futebol é um jogo de cavalheiros jogado por filhos-da-puta".

Mas em relação aos lobos eu acho que isso acontece não só pleo real amor à bandeira, mas muito por força das ligações que os jogadores têm a representantes políticos, também pela formação académica que possuem e porque não recebem milhões por fazerem dá cá aquela palha.

Jesús Pérez Aguilar disse...

Ya estas en mi blog :)

Pedro Cenamor disse...

Hola,

Soy Pedro Cenamor, de momentosdefutbol.blogspot.com

Me dejaste un comentario en mi blog. El tuyo está muy bien.

Hacemos un intercambio de enlaces?

Yo ya he puesto el enlace en mi blog.

Si te interesa, el mío es:

Momentos de Fútbol
http://momentosdefutbol.blogspot.com

Un abrazo

Pedro

Anónimo disse...

Actualiza isto, é uma pena deixares este espaço sem artigos

Bimbosfera disse...

Tirando o facto de não achar que a palavra é «filhos-da-puta» concordo perfeitamente com o comentário do Pudget. A palavra, a meu ver, reside mais no facto de se ser ou não cavalheiro, só isso... Já tinha ouvido a frase com outras palavras, se bem que nem me lembre agora qual...

Abraço

Márcio Guerra, aliás, Bimbosfera

Bimbosfera.blogspot.com